Celebrando a ressurreição, vivendo a vida de Jesus!

Posted: Abril 6, 2012 in 24/7, Orações dos caçadores de Deus

“Não é pouco, portanto, celebrar a Páscoa como festa da ressurreição. Os cristãos, em todos os tempos, afirmam algo singular: cremos que Deus se fez carne; cremos que padeceu, morreu e ressuscitou em carne; cremos na ressurreição do corpo.

Celebrar a Páscoa como ressurreição de Jesus é afirmar a vida em sua plenitude e o ser humano em sua totalidade. Celebrar a Páscoa como ressurreição é afirmar o corpo como sagrado. Celebrar a Páscoa como ressurreição é afirmar a esperança da vida eterna!”

Ed René Kivitz

Isaías 53:1-12 NTLH-PT

O povo diz:
“Quem poderia crer naquilo que acabamos de ouvir?
Quem diria que o Senhor estava agindo?
Pois o Senhor quis que o seu servo aparecesse como uma plantinha que brota
e vai crescendo em terra seca.
Ele não era bonito nem simpático,
nem tinha nenhuma beleza
que chamasse a nossa atenção
ou que nos agradasse.
Ele foi rejeitado e desprezado por todos;
ele suportou dores e sofrimentos sem fim.
Era como alguém que não queremos ver;
nós nem mesmo olhávamos para ele e o desprezávamos.
“No entanto, era o nosso sofrimento que ele estava carregando,
era a nossa dor que ele estava suportando.
E nós pensávamos que era por causa das suas próprias culpas
que Deus o estava castigando,
que Deus o estava maltratando e ferindo.
Porém ele estava sofrendo por causa dos nossos pecados,
estava sendo castigado por causa das nossas maldades.
Nós somos curados pelo castigo que ele sofreu,
somos sarados pelos ferimentos que ele recebeu.
Todos nós éramos como ovelhas que se haviam perdido;
cada um de nós seguia o seu próprio caminho.

Mas o Senhor castigou o seu servo;
fez com que ele sofresse o castigo que nós merecíamos.
“Ele foi maltratado, mas aguentou tudo humildemente
e não disse uma só palavra.
Ficou calado como um cordeiro que vai ser morto,
como uma ovelha quando cortam a sua lã.
Foi preso, condenado e levado para ser morto,
e ninguém se importou com o que ia acontecer com ele.
Ele foi expulso do mundo dos vivos,
foi morto por causa dos pecados do nosso povo.
Foi sepultado ao lado de criminosos,
foi enterrado com os ricos,
embora nunca tivesse cometido crime nenhum,
nem tivesse dito uma só mentira.”
O Senhor Deus diz:
“Eu quis maltratá-lo, quis fazê-lo sofrer.
Ele ofereceu a sua vida como sacrifício para tirar pecados
e por isso terá uma vida longa
e verá os seus descendentes.
Ele fará com que o meu plano dê certo.
Depois de tanto sofrimento, ele será feliz;
por causa da sua dedicação,
ele ficará completamente satisfeito.
O meu servo não tem pecado,
mas ele sofrerá o castigo que muitos merecem,
e assim os pecados deles serão perdoados.Por isso, eu lhe darei um lugar de honra;
ele receberá a sua recompensa
junto com os grandes e os poderosos.
Pois ele deu a sua própria vida
e foi tratado como se fosse um criminoso.
Ele levou a culpa dos pecados de muitos
e orou pedindo que eles fossem perdoados.”

Filipenses 2:5-11 NTLH-PT

Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha:
Ele tinha a natureza de Deus,
mas não tentou ficar igual a Deus.
Pelo contrário, ele abriu mão
de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo,
tornando-se assim
igual aos seres humanos.
E, vivendo a vida comum de um ser humano,
ele foi humilde e obedeceu a Deus
até a morte
— morte de cruz.
Por isso Deus deu a Jesus
a mais alta honra
e pôs nele o nome que é
o mais importante de todos os nomes,
para que, em homenagem
ao nome de Jesus,
todas as criaturas no céu,
na terra e no mundo dos mortos,
caiam de joelhos
e declarem abertamente
que Jesus Cristo é o Senhor,
para a glória de Deus, o Pai.

Celebremos com ações de graças o sacrifício de Jesus que morreu a nossa morte para que tivéssemos a sua vida, para sermos co herdeiros de Deus para desfrutar de tudo o que Ele está preparando para nós, para desfrutarmos desse tão profundo e glorioso amor… para virvermos como Ele vivou… devemos obedecer seus mandamentos, devemos amar intensamente como Ele amou para que muitos conheçam o poder do evangelho…

Paulo escreveu em Filipenses 3, que ele queria “conhecer a Cristo e o poder da sua ressurreição e a comunhão de participar em seus sofrimentos, tornando-se semelhante a Ele na Sua morte, com a esperança de ser ressuscitado para a vida.” Descrevendo o seu desejo de estar completamente unido com Cristo…

E você já almejou algo assim? Que sofrimentos você tem passado para se tornar semelhante a Jesus na Sua morte? Tem sido semelhante a Jesus em seus atos? E o presente divino? A salvação, tem partilhado a mensagem da cruz?

Ore pedindo ao Espirito Santo te guiar em todas as coisas, saia de dentro de si mesmo e leve essa mensagem até os necessitados, oprimidos e ao marginalizados… levante se e corra seguindo o alvo sem olhar para trás… quebre correntes através da sua ORAÇÃO, resgate vidas Amando o seu próximo.

Demontre o quanto você é grato pelo sacrifico do Filho de Deus!

Seja um nazireu, um avivalista 24/7

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s